Make It Clear Brasil

Um apoio ao livre pensamento e a um entendimento do mundo baseado em evidências

Seres vivos no Lago Vostok, coberto de gelo há 15 milhões de anos

Imagem de satélite do gelo sobre o Lago Vostok, Antártida. Foto: Science Photo Library.

Imagem de satélite do gelo sobre o Lago Vostok, Antártida. Foto: Science Photo Library.

A análise de núcleos de gelo (cilindros de gelo escavados que são amostras das variações climáticas) da bacia do Lago Vostok, lago subglacial encontrado por cientistas russos na Antártida em 2012, revelou traços de DNA de 3.507 organismos. A maioria deles é de bactérias – muitas, novas para a ciência -, mas as amostras também contêm outros organismos unicelulares e multicelulares, como fungos.

O Lago Vostok foi coberto de gelo pela primeira vez há mais de 15 milhões de anos e hoje se encontra sob uma camada de 3,66 km (12.000 pés) de gelo, o que cria uma imensa pressão. Ele tem cerca de 160 milhas de comprimento por 30 milhas de largura, cobrindo uma área de mais de 6 mil milhas quadradas debaixo da camada de gelo antártico.

Suspeitava-se que existiriam poucos nutrientes e que, consequentemente, o lago seria estéril dadas as condições extremas. Entretanto, os cientistas ficaram surpresos com a diversidade de seres vivos encontrada.

As amostras de gelo foram retiradas da camada que se formou a partir do congelamento da água logo abaixo da camada de gelo que cobre o lago. Tais amostras revelaram vida em abundância.

Podemos pensar que isto eleva a esperança de que a vida possa ser encontrada em outros ambientes tão desfavoráveis quanto as do lago, como a lua Europa, que orbita o planeta Júpiter. A lua é coberta por uma casca de gelo que talvez esconda oceanos de água líquida que podem abrigar a vida.

Lua Europa, situada na órbita de Júpiter.

O Dr. Scott Rogers, biólogo da Bowling Green State University, no estado americano de Ohio, liderou a análise laboratorial do material biológico e disse que “Isto realmente mostra a tenacidade da vida e como organismos podem sobreviver em locais onde, algumas dúzias de anos atrás, pensávamos que nada poderia”. Disse  ainda que “as fronteiras entre o que é habitável e o que não é habitável estão mudando.”

Entre as bactérias que vieram à tona, estavam algumas encontradas nos sistemas digestivos de peixes, crustáceos e anelídeos, aumentando as perspectivas de que haveria vida também na forma de seres mais complexos dentro do lago. Certas amostras de DNA estão isoladas do mundo há mais de 15 milhões de anos e podem pertencer a novas espécies que evoluíram nas profundezas.

A respeito disso, o Dr. Rogers salienta que as sequências de DNA encontradas sugerem a possibilidade da existência de um “meio ambiente complexo”, pois incluem organismos de ambientes marinhos, gélidos e sedimentares. “Ademais, outra grande proporção das sequências era de organismos que vivem em simbiose com animais e/ou plantas”.

Outros fatos indicam a presença de um ecossistema complexo, como argumenta Rogers: “Há 35 milhões de anos, o Lago Vostok era aberto à atmosfera e cercado por um ecossistema florestal. Na época, o lago, que pode ter sido uma baía, provavelmente continha uma rede complexa de organismos”.

Até cerca de 15 milhões de anos atrás, partes o lago ainda se mantinham descongeladas pelo menos durante certos períodos, durante os quais os organismos podem ter sido depositados ali.

Concluindo, o Dr. Rogers explica que os organismos encontrados devem ter se adaptado vagarosamente às condições climáticas do lago, que deixou de ser um sistema terrestre para se tornar um sistema subglacial.

Fonte: The Telegraph

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 8 de Julho de 2013 by in Biologia and tagged , , , , , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: