Make It Clear Brasil

Um apoio ao livre pensamento e a um entendimento do mundo baseado em evidências

Seus olhos têm meio bilhão de anos – cuide deles!

O professor Trevor Lamb, da Universidade Nacional da Austrália, investigou as origens da visão na evolução animal por 30 anos e recentemente publicou uma revisão científica do assunto, reunindo descobertas de centenas de cientistas ao redor do mundo.Olho

Lamb procurou responder a perguntas como: “Por que o olho se desenvolveu? Por que existem tantos tipos de olho, incluindo um para os insetos e crustáceos e outro para os vertebrados?” O professor reconhece que estas são questões extremamente difíceis de responder em virtude da época estimada de surgimento do olho: cerca de 500 milhões de anos atrás.

As origens da “visão” remontam há mais de 700 milhões de anos, quando o planeta era habitado por organismos simples como algas, corais e bactérias. Foi então que estruturas químicas sensíveis à luz, as opsinas, surgiram e ajudaram os seres vivos a distinguir dia e noite de uma forma bem rudimentar. Porém, não havia sistema nervoso que os permitisse processar sinais vindos das opsinas.

No decorrer dos 200 milhões de anos seguintes, as células sensíveis à luz se tornaram melhores e mais confiáveis na detecção da luz pelas opsinas, até que células que lembram as presentes hoje nos nossos olhos apareceram. Lamb explica: “Os primeiros olhos, consistindo em amontoados de células sensíveis à luz, apenas começaram a surgir no Cambriano, há cerca de 500 milhões de anos – e representam um grande salto na corrida armamentista evolucionária.”

Bruxa-do-mar, ou peixe-bruxa

Como podemos inferir, ter estes primeiros olhos foi uma vantagem competitiva fundamental para os animais. O Anomalocaris, um tipo de “escorpião gigante” que viveu nos mares tinha nada menos que 16 mil facetas – receptores de fótons responsáveis pela visão no modelo de “olho dos insetos” – e podia gerar imensas quantidades de informação visual a ser processada, o que impeliu também o desenvolvimento rápido de um sistema nervoso central capaz de lidar com tamanha quantidade de dados recebidos pelos olhos e outros órgãos sensoriais do animal. A partir daí, “os animais começaram a ‘ver’ a paisagem que habitavam”, segundo Lamb.

Nosso modelo de olho, um globo concentrando milhões de fotorreceptores, começou a emergir há 500-600 milhões de anos. A bruxa-do-mar, ou peixe-bruxa, por exemplo, tem uma parte da pele translúcida de cada lado da cabeça, embaixo da qual se esconde um par de “olhos” simples com células receptoras e um nervo óptico, mas não há músculos, lentes ou íris. Este tipo de órgão rudimentar pode ter sido “o começo de algo grande”, nas palavras do professor.

Lampreia

As lampreias também apareceram 500 milhões de anos atrás e possuem um par de olhos incrivelmente parecidos com os nossos. Talvez estes sejam os ancestrais dos olhos dos vertebrados, transmitidos até nós pelos peixes. Portanto, diz Lamb, “podemos dizer que o olho ao estilo dos vertebrados existe há pelo menos 500 milhões de anos – e embora seus sensores de luz e sistemas de transmissão sejam bastante similares aos dos insetos e outros invertebrados, seu sistema óptico evoluiu de forma bem diferente do estilo dos insetos, com suas muitas facetas.”

O pesquisador conclui: “O advento da visão espacial deu um valor de sobrevivência imenso à criatura que a tivesse – mas o processo ocorreu vagarosamente, em inúmeros passos”.

Fonte: MedicalXpress

Anúncios

One comment on “Seus olhos têm meio bilhão de anos – cuide deles!

  1. Paulo Vasco
    1 de Agosto de 2013

    Reblogged this on Sonhos desencontrados….

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 31 de Julho de 2013 by in Biologia and tagged , , , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: